Com mais de 50.000 obras de arte, incluindo obras-primas de Picasso, Duchamp, Ernst e Miró, o Centre Pompidou é a maior galeria de arte moderna da Europa

Maior e mais importante museu de arte moderna da Europa e um dos mais renomados do mundo, o Centre Pompidou é parada obrigatória em uma visita a Paris. Cobrindo o período do fim do século 19 ao século 20, suas coleções e galerias contam com mais de 50.000 obras, incluindo movimentos como fauvismo, cubismo, surrealismo e expressionismo abstrato.

O arquitetura do prédio do museu já é uma atração por si só, exibindo as instalações internas do edifício – ar-condicionado, elevadores e tubulações – na fachada!

Destaques:

  • 50.000 obras de arte, incluindo pinturas, esculturas, desenhos e fotografias
  • Obras-primas de Picasso, Duchamp, Ernst e Miró, entre vários outros
  • Exposição de fotografia com obras de Man Ray e Doisneau
  • Obras de 5.000 artistas, no total
  • Vistas impressionantes de Paris no restaurante da cobertura

Você sabia:

  • O projeto do museu foi escolhido em uma competição que teve mais de 650 inscrições
  • Renzo Piano e Richard Rogers, os arquitetos que projetaram o edifício nos anos 1970, eram praticamente desconhecidos antes do sucesso do Centre Pompidou
  • • Muitos franceses não gostavam (e ainda não gostam!) do visual do edifício e o comparam, entre outras coisas, com uma casa de caldeiras ou uma refinaria de petróleo
  • Apesar de ser uma galeria de arte, o Centre Pompidou conta com duas bibliotecas que ocupam três andares
  • Atualmente, o número de visitantes é cinco vezes maior que o previsto no projeto original do museu – de 5.000 a 25.000 pessoas por dia

Não perca:

Exposições

Nas várias salas espalhadas pelos seis andares do Centre Pompidou, você mergulha em todos os movimentos da arte moderna, como dadaísmo, fauvismo, cubismo e expressionismo. Perfeitas para amantes da arte com gostos menos convencionais, as coleções são formadas por vídeos e materiais visuais interativos, além de gravuras e murais.

Fonte Stravinsky

Entre o Centre Pompidou e a Igreja de Saint-Merri fica a pitoresca e coloridíssima Fonte Stravinsky, formada por dezesseis esculturas e incorporando água corrente, representando "O rito da primavera", do compositor russo Igor Stravinsky. Criada pelos escultores Jean Tinguely e Niki de Saint Phalle em 1983, é uma das fontes mais famosas de Paris (e talvez ligeiramente bizarra), e suas influências da arte moderna combinam perfeitamente com o museu.

Biblioteca

Na verdade, há duas bibliotecas no Centre Pompidou! A Biblioteca Pública da Informação, aberta ao público e gratuita, e a Biblioteca Kandinsky, voltada para pesquisa e documentação relacionadas à arte moderna. Ambas são excelentes fontes para quem quiser pesquisar um pouco ou simplesmente dar uma olhada nas amplas coleções de informações.

Como chegar:

- Rambuteau (metrô 11), Hôtel de Ville (metrô 1 or 11), Châtelet (metrô 1, 4, 7, 11, 14) 

Aproveite ao máximo o seu Paris Pass:

– Economize € 13 e entre no Centre Pompidou gratuitamente com o Paris Pass
– Com o Fast Track Entry do Paris Pass, você também evita as filas nos meses de maior movimento

Veja:
A lista completa de atrações incluídas

Veja a lista completa de atrações que inclui »

Segunda-feira
Terça-feira
Quarta-feira
Quinta-feira
Sexta-feira
Sábado
Domingo

Loading Map - Please wait...

Address:

The Centre Pompidou, Place Georges-Pompidou, 75004 Paris

Telephone:

+33 (0)1 44 78 12 33